Busca  
  Física   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

O que é o nada?

A ideia da relatividade mais difícil de ser explicada, mas que foi comprovada em 1919, é a de que o espaço-tempo é curvo. Daí vem a segunda grande quebra do senso comum sobre o que é o espaço.

O espaço-tempo é a existência das massas, ou, explicado de outra forma, só existe espaço porque existe aglomeração de matéria. Para visualizar melhor, imagine que se tudo fosse retirado do Universo - a Terra, a Lua, o Sol, o sistema solar, as estrelas e tudo que existe -, não sobraria nada, inclusive o tempo e o espaço.

Entender que o tempo não ficaria é compreensível. Se o tempo é o intervalo entre os acontecimentos, se não houvesse o Sol não haveria o dia (tempo de rotação da Terra). Não existir espaço é mais complicado, porque muitos acreditam que existiria o nada, o que é fisicamente impossível, pois para a Física no nada não pode existir nem o vácuo.
Para simplificar, vamos pensar da seguinte forma: o espaço existe em torno da matéria porque as massas existem. Logo, sem as massas, não poderia existir espaço.
O terceiro princípio da relatividade é sobre o espaço:

O espaço-tempo é aquilo que há entre as massas e possui a forma de uma curva geodésica.






Anterior Início Próxima