Busca  
  Química   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

O refino

Hemera/ThinkStock/Getty Images
O petróleo bruto, tal como sai do poço, não tem aplicação direta. Para utilizá-lo, é preciso fracioná-lo em seus diversos componentes, processo que é chamado de refino ou destilação fracionada. Para isso, aproveitam-se os diferentes pontos de ebulição das substâncias que compõem o óleo, separando-as para que sejam convertidas em produtos finais.

As parcelas dos derivados produzidos em determinada refinaria variam de acordo com o tipo de petróleo processado. Petróleos mais leves dão origem a maiores quantidades de gasolina, GLP e naftas, que são produtos leves. Já os petróleos pesados resultam em maiores volumes de óleos combustíveis e asfaltos.


O processo de refino

O processo começa pela dessalinização do petróleo bruto, em que são eliminados os sais minerais. Depois, o óleo é aquecido e passa para as unidades de fracionamento, onde podem ocorrer até três etapas diferentes. A etapa principal é realizada na coluna atmosférica (figura abaixo): o petróleo aquecido é introduzido na parte inferior da coluna junto com vapor de água para facilitar a destilação. Dessa coluna surgem as frações, que ainda terão de ser transformadas para obter os produtos finais desejados.

adaptação arte / Dusit/ShutterStock
Torre de fracionamento e seus produtos


Produtos

O petróleo bruto é matéria-prima usada para produzir mais de seis mil produtos, entre eles gasolina, óleo diesel, gás de cozinha, combustível de aviação, óleos lubrificantes, plásticos, tintas, borracha e energia elétrica.



Anterior Início Próxima