Busca  
  Economia   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Campos Sales e o Funding Loan

Adaptação arte

A desvalorização do café no mercado internacional, motivada pelo excesso do produto no mercado, devido às safras recordes, aliada às taxas de inflação ocasionadas pelo plano desastroso de Rui Barbosa, ocasionaram grandes dificuldades ao Brasil para arcar com os compromissos com seus credores, o que gerou a necessidade da renegociação de suas dívidas.

Prudente de Morais, então presidente da República, iniciou as conversações e conseguiu efetivar renegociações com o London e com o River Plate Bank. Além desses bancos, o principal credor brasileiro, a Casa Rotschild, também foi procurada. A negociação foi feita pelo futuro presidente Campos Sales, que ainda não havia sido empossado, mas foi para a Inglaterra negociar.

Em junho de 1898, em meio às turbulências econômicas e políticas da primeira década da República, o presidente Campos Salles consolidou um novo acordo, conhecido como 'Funding Loan'.

O acordo garantiu ao Brasil um crédito de 10 milhões de libras esterlinas e emissão de novos títulos de dívida pública. Esses títulos seriam responsáveis pelo pagamento dos juros dos próximos três anos, o que garantia ao Brasil a suspensão das amortizações nesse período.

E se o Brasil não pagasse...

Em contrapartida, em caso de inadimplência, o Brasil cederia as rendas da alfândega do Rio de Janeiro como garantia aos credores. Além disso, o governo brasileiro se comprometeu a adotar uma política de deflação, visando à valorização da moeda.


Anterior Início Próxima