Busca  
  História regional   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A seca produz mão de obra barata

A seca de 1932 foi tão catastrófica quanto a de 1877. Foram organizados sete campos de concentração no Ceará, onde ficaram reunidos mais de 105 mil retirantes. Eles eram recrutados para trabalhar de forma compulsória nas obras públicas.

Praia de Trancoso, no litoral da Bahia: o trabalho no turismo é uma saída para milhares de nordestinos que fogem das secas



Pouca bagagem e muita esperança: retirantes nordestinos chegando ao Rio de Janeiro na década de 1950
Os retirantes povoam outras regiões

Nas secas seguintes, o governo abandonou a formação dos campos de concentração e começou a estimular o sertanejo a abandonar em definitivo suas terras. Passou a planejar a migração maciça dos sertanejos para o oeste, a fim de povoar os sertões do Mato Grosso. Essa retirada ficou conhecida como a "Marcha para o Oeste".



Pelo Censo de 1950, verificou-se que mais de 2 milhões de nordestinos haviam migrado para outras regiões do país. Entre 1950 e 1980, as grandes metrópoles do Sudeste tornaram-se o destino da maioria desses retirantes.





Anterior Início Próxima