Busca  
  Política   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Os franceses e seus aliados

França Antártica no Rio de Janeiro

Proibidos de continuar realizando escambo, os franceses não obedeceram à determinação portuguesa e fundaram, em 1555, na ilha de Serigipe (atual Villegaignon), no Rio de Janeiro, a França Antártica, abrigando protestantes calvinistas fugidos da Europa. Mesmo estabelecidos, os colonos dividiram-se devido a rivalidades religiosas e à falta de autoridade de seu líder, o almirante Nicolau Durand de Villegaignon.

Confederação dos Tamoios


Os franceses construíram um forte e aliaram-se, principalmente, aos índios tupinambás, do Rio de Janeiro, e aos carijós, do Planalto Paulista, fundando a Confederação dos Tamoios. Tanto os índios quanto os franceses pretendiam lutar contra os portugueses da Capitania de São Vicente visando expulsá-los da região. Resistiram aos ataques portugueses por dez anos, até que, em 1565, Mem de Sá e seu sobrinho Estácio de Sá estabeleceram-se na região, fundando a cidade do Rio de Janeiro. Em 1567, uma nova frota, formada por portugueses e índios aliados, invadiu o reduto da Confederação dos Tamoios, massacrando todos os seus habitantes.

Embora a guerra pelo domínio do território fosse entre franceses e portugueses, foram os índios aliados de cada um dos povos que se envolveram na batalha.



Casas coloniais marcam a paisagem de
São Luís (MA)
França Equinocial no Maranhão


Mesmo derrotados no Rio de Janeiro, os franceses tentaram conquistar novamente o território brasileiro. Em 1594, os aventureiros Jacques Riffaut e Charles des Vaux estabeleceram-se no Maranhão e convenceram a França a fundar uma colônia na região. Em 1612, centenas de franceses mudaram para a região, fundando São Luís do Maranhão e dando origem à França Equinocial. No ano seguinte, tropas portuguesas iniciaram os ataques à Colônia, até que em 1615 os franceses retiraram-se do local.




Anterior Início Próxima