Busca  
  Política   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Os rebeldes contra a Independência

No combate às forças portuguesas que resistiram à Independência decretada por D. Pedro, alguns comandantes europeus tiveram papel de destaque na mobilização das tropas brasileiras. Um dos mais importantes foi lorde Cochrane, aristocrata inglês que participou ativamente das independências do Brasil, do Chile e do Peru.

As províncias rebeldes foram Grão-Pará, Maranhão, Piauí, Bahia e Cisplatina. Nestas duas últimas, a resistência foi maior. Na Bahia, a divisão portuguesa liderada pelo general Madeira de Melo continuou fiel ao governo de Lisboa. A reação popular foi liderada pela elite baiana e apoiada por Cochrane. A vitória final ocorreu em 2 de julho de 1823, data em que se comemora a independência da Bahia. Na província Cisplatina, atual Uruguai, as tropas portuguesas resistiram. Só se retiraram em novembro de 1823. Porém, a Cisplatina era uma região da América espanhola incorporada ao Brasil por D. João VI. Após a derrota dos portugueses, começou uma longa guerra pela independência uruguaia, mas agora contra os brasileiros.


Anterior Início Próxima