Busca  
  Política externa   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A Questão da Cisplatina

Mapa representando a Bacia do Prata
Durante a presença da corte portuguesa em território brasileiro sob a liderança de D. João VI, houve, em meados de 1816, a invasão da região Cisplatina, território então pertencente ao Vice-Reino do Prata de possessão espanhola.

A invasão era uma represália ao auxílio que os espanhóis deram aos franceses quando estes invadiram Portugal em 1807, além de estar vinculado a interesses econômicos nessa região, pois esta representava um ponto estratégico do comércio entre alguns países do continente.



Surge o Uruguai


No início de 1821, a Província Cisplatina foi incorporada ao Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. Com a Independência (1822), passou a pertencer ao Império brasileiro, o que provocou uma guerra com a Argentina em 1825.

O conflito arrastou-se por três anos, sem que nenhum dos países conseguisse a vitória. Um acordo de paz, denominado Convenção preliminar de paz, foi assinado em 1828 por membros representantes do Império brasileiro e das Províncias Unidas do Reino do Prata. Esse tratado assegurava definitivamente a independência da região Cisplatina, tornando-se República Oriental do Uruguai.


 



Anterior Início Próxima