Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

O Brasil dos anos 1920

Ilustração da revista Careta com imagem satirizada da Primeira Guerra Mundial
Na década de 1920, o Brasil viveu uma série de conflitos que refletiam o descontentamento de setores da sociedade com a condução dos problemas nacionais. Essas questões ganharam força após a Primeira Guerra Mundial (1914 a 1918):

•  A política de valorização do café, aplicada pelo governo nas primeiras décadas do século XX, retirava os recursos da sociedade, aumentando a inflação, o custo de vida e a dívida externa. Greves operárias irrompiam pelo país, e a classe média mostrava-se descontente com os governantes. 

•  As oligarquias paulista e mineira permaneciam no comando do país, apesar da oposição da oligarquia gaúcha. 

•  A população pobre continuava excluída da vida política, sem poder participar das eleições. O pleito não era secreto e imperava o voto de cabresto. 

•  A imprensa estava censurada, os direitos civis suspensos, e o governo fazia prisões políticas.

Os tenentes


Além do operariado, os tenentes foram uma das principais forças de oposição ao governo. Esses oficiais mantinham relativo poder de organização e manifestavam-se contra o tratamento dispensado aos militares e os desmandos dos políticos.

As revoltas tenentistas conseguiram abalar a oligarquia que havia anos comandava o país.




Anterior Início Próxima