Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Os primeiros brasileiros

Fóssil de preguiça gigante, Museu de História Natural e Jardim Botânico (MHNJB) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Eles eram nômades, formavam pequenos grupos de poucas famílias e a maioria vivia em cavernas. Os homens caçavam tatus gigantes, preguiças, veados e capivaras.

As mulheres eram responsáveis pela coleta de plantas e raízes comestíveis, que garantiam a alimentação diária de todos. Sabiam controlar o fogo, utilizando-o como arma, e para cozinhar, aquecer e iluminar seus abrigos. Seus instrumentos – machados, raspadores e facas – eram feitos de pedra lascada.



O Brasil era diferente

Há cerca de 13 mil anos, o clima era mais seco e frio, as florestas eram pequenas, e o litoral ficava mais distante das praias, e a maior parte do território era coberta por vegetação de Cerrado e Caatingas (vegetação rasteira). Os animais também eram diferentes.

No Rio Grande do Sul foram encontrados ossos que comprovam a existência de tatus, elefantes e cavalos gigantes.
Há 6 mil anos o Brasil tinha as condições climáticas parecidas com as de hoje.

Com idade entre 5 e 3 mil anos, este crânio (pertencente ao Museu do Sambaqui, Santa Catarina) era de uma pessoa que tinha entre 25 e 35 anos, que na época, podia ser considerado um ancião. Apesar da idade avançada, esse Homo sapiens do Sambaqui da Enseada I ainda conservava quase todos os dentes. Isso porque sua alimentação era muito saudável e rica em cálcio, graças aos peixes e moluscos que comia.


Criadores de novas tecnologias

Os chamados 'homens de Umbu' viviam no Sul do Brasil e se adaptaram aos campos nas bordas das florestas. Não se sabe se era um povo ou vários, e se tinham a mesma cultura.

Fabricavam instrumentos de pedra, habitavam cavernas ou viviam a céu aberto, e criaram novas tecnologias, como as boleadeiras, formado por duas ou três bolas de pedra amarradas numa tira de couro, eram jogadas nas pernas dos animais para imobilizá-lo. São usadas até hoje pelos vaqueiros gaúchos, junto com o arco e flecha, que permitia caçar animais velozes.


O povo de tradição Humaitá

Eram povos que habitavam as florestas subtropicais do Sudeste do Brasil. Caçadores e coletores, desconheciam o uso do arco e flecha e é possível que fossem muito diversos entre si. Porém, tinham em comum o hábito de morar na floresta, nas matas ao redor dos grandes rios. Coletavam moluscos fluviais e pinhão (fruto silvestre presente nas florestas de Pinhão).

A faca alongada era o objeto mais marcante dessa cultura. Era feita de pedra em forma de bumerangue.




Anterior Início Próxima