Busca  
  Política   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Descobrimento questionado

No século XV, Portugal e Espanha estavam na corrida marítima pelas especiarias. Juntamente com a competição pelo comércio de especiarias, acirrou-se a corrida entre os dois países pela posse das terras do além-mar, disputadas palmo a palmo. Em 1494, foi assinado o Tratado de Tordesilhas, pelo qual as terras a oeste de um meridiano situado a 370 léguas de Cabo Verde pertenceriam à Espanha e as terras a leste, a Portugal. Nunca se soube com precisão onde passava a linha imaginária de Tordesilhas.

O Tratado de Tordesilhas é um ponto a favor da hipótese de que Portugal já sabia da existência das terras brasileiras. Durante as negociações para a assinatura do tratado, o governo português insistiu para que o meridiano fosse estabelecido a 370 léguas de Cabo Verde e não a 100 léguas, como determinava a Bula Intercoetera. Assinada pelo papa Alexandre VI em 1493, a Bula Intercoetera dividia, pela primeira vez, as terras descobertas entre Portugal e Espanha.

Hoje, o termo "descobrimento" é questionado, uma vez que significa, segundo definição do dicionário Aurélio, "encontrar pela primeira vez". Mesmo que a chegada de Cabral ao Brasil tenha sido um acidente, quando os portugueses aportaram na Bahia já encontraram a terra habitada por várias tribos indígenas.

Leia o texto do antropólogo Darcy Ribeiro sobre o encontro de brancos e índios no século XV.



Anterior Início Próxima