Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Mais nascimentos, menos mortes

Você sabia?

Calcula-se que, numa epidemia de varíola ocorrida em 1563 na Bahia, morreram cerca de 30 mil índios.
Segundo dados da Funai, os índios somam atualmente (2010) cerca de 460 mil indivíduos. É claro que ainda é uma quantidade mínima, se comparada ao total de índios existentes na época da chegada dos europeus. Mas o crescimento acelerado, que em algumas aldeias chega a 4% ao ano (taxa 12% maior que a média do país), mostra o vigor desses povos que elaboram as mais diferentes estratégias para sobreviver.

São várias as razões para o crescimento populacional. A mais importante é a assistência médica prestada pela Funai e pelas organizações não-governamentais (ONGs) que se preocupam com a questão indígena. Com uma alimentação melhor, vacinas e cuidados médicos, os índios estão se fortalecendo contra as doenças que surgiram após o contato com os brancos, como sarampo e gripe. Embora estas não causem danos aos brancos, são fatais para os índios.


Anterior Início Próxima