Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Peteca, futebol e Saci-pererê

As brincadeiras, jogos e brinquedos brasileiros originaram-se dos índios, dos portugueses e dos negros escravos, entre outros. As primeiras brincadeiras são do período colonial, no século XVI, e voltavam-se para a vida natural, sem a necessidade de objetos específicos: era o caso dos banhos de rio e de passeios no mato.

shutterstock

Os índios brincavam com arco e flecha, petecas, bolas e bonecos de barro cozido. Os portugueses, por sua vez, também introduziram suas próprias brincadeiras quando chegaram ao Brasil.

Diversos mitos do nosso folclore, como o Saci-pererê, a Caipora e o Lobisomem, originaram-se dos índios e dos portugueses. Dos negros herdamos as cantigas de ninar e também algumas tradições e brincadeiras, tais como Escravos de Jó e Barra Manteiga. Já no século XIX, com a vinda da Família Real portuguesa para o Brasil, chegaram os primeiros brinquedos confeccionados na Europa, como bolas de gude, soldadinhos de chumbo, espadas e bonecas de porcelana.

A nossa cultura também absorveu brincadeiras e brinquedos como cantigas de roda, adivinhas, bola de futebol, bicicleta, carrinhos, trens de metal e bonecas de madeira, trazidos pelos imigrantes europeus.
Bruna Tiso

As crianças também “construíam” seus próprios brinquedos, como carrinhos de rolimã, cavalos de pau e bonecas de pano. No século XX surgiram as primeiras indústrias de brinquedos, que lançaram produtos como caleidoscópios, jogos de estratégia, bonecas mecânicas, robôs, videogames e jogos eletrônicos.
Bruna Tiso




Anterior Início Próxima