Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Depois da era glacial

Há pouco mais de 10 mil anos, em decorrência das mudanças climáticas, provocadas pela era glacial, que extinguiram os grandes mamíferos, nossos ancestrais passaram a viver da caça de pequenos animais, da coleta e da pesca.

Mas como sabemos de tudo isso, se esses povos eram ágrafos, ou seja, não escreviam? Pelas descobertas arqueológicas, que é o estudo dos objetos encontrados nas escavações.

Com base nesses objetos da cultura material, arqueólogos, historiadores e outros pesquisadores podem deduzir e interpretar como era o modo de vida de povos que não existem mais.

A hipótese (suposição) mais aceita pelos estudiosos é a de que os primeiros habitantes da América tenham vindo da Ásia fazendo a travessia a pé pelo Estreito de Bering, localizado entre o extremo Leste do continente asiático e o extremo Oeste do continente americano (os dois pontos se encontram separados por 85 km), que durante a glaciação, há aproximadamente 50 mil anos, estava congelada, possibilitando a passagem de nômades asiáticos.

Outra teoria de que temos conhecimento é a teoria transoceânica, segundo a qual há cerca de 10 mil anos os homens que habitavam a Polinésia (na região da Oceania) se locomoveram em direção à América do Sul em pequenos barcos. Esses teriam se movido por meio das correntes marítimas.

Recentes pesquisas arqueológicas em São Raimundo Nonato, no interior do Piauí, registram indícios da presença humana datados de 48 mil anos. Conheça um pouco mais sobre esse importante sítio arqueológico e o parque nacional de São Raimundo Nonato.

Esses estudos indicam que a ocupação humana na América se fez por levas, provenientes de diferentes lugares, contrariando as suposições de que a América foi ocupada há 12 mil anos por homens vindos da África pelo Estreito de Bering.

Embora sejam aceitas por alguns cientistas, as novas interpretações ainda são motivos de polêmicas e debates nos meios especializados.

Descobertas pré-históricas

Veja algumas peças encontradas nas escavações:

Zoólito

Objeto da pré-história brasileira, original da cultura sambaqui, que habitaram o município litorâneo gaúcho de Torres. Há várias suposições sobre o uso dos zoólitos. Em geral, eram usados como instrumentos para cerimoniais, como a pira (vaso em que arde um fogo), para a pulverização de substâncias.

Ponta de Projétil

Objeto em pedra, do período da Pré-história brasileira, utilizado para a caça e a guerra, com comprimento de 3,1 cm e largura 1,8 cm, pertencente à cultura umbu. A peça é originária do Vale do Rio Uruguai, no Rio Grande do Sul.


Cambuchi (talha)

Objeto em cerâmica, do período da Pré-história brasileira, com aproximadamente 2 mil anos, 26 cm de altura e 32 cm de diâmetro da borda. Pertencente à cultura tupi-guarani, originário do município gaúcho de Venâncio Aires.


Fonte: www.museujuliodecastilhos.rs.gov.br


Anterior Início