Busca  
  Idade Moderna   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Cristóvão Colombo

  
A hipótese mais aceitável sobre sua origem é que tenha nascido em Gênova, em 1451.
Já em Portugal, destacou-se como marinheiro. Seu sonho era chegar ao Oriente navegando pelo oceano Atlântico. Apresentou seu projeto ao rei de Portugal, Dom João II, porém foi rejeitado.

Colombo partiu então para a Espanha e, após uma primeira recusa, obteve o financiamento dos Reis Católicos, Fernando e Isabel. Nas Capitulações de Santa Fé, os reis concordaram com o restante de seus pedidos. Colombo partiu em agosto de 1492 e, em 12 de outubro, chegou a um lugar que acreditou ser uma ilha da Ásia. Na realidade atingira as ilhas de San Salvador, Cuba e Hispaniola (atual São Domingos).
GO BANANAS DESIGN STUDIO/Shutterstock
As caravelas dinamizaram a navegação e possibilitaram a conquista do Novo Mundo

Regressou à Espanha em 1493, fazendo ainda três outras viagens. Durante sua quarta viagem, entre 1502 e 1504, explorou as costas de Honduras e Nicarágua. Morreu em 1506, convencido de que havia chegado às Índias.

Para lembrar:

A caravela era uma embarcação ligeira impulsionada a vela. Media cerca de 25 metros de comprimento por 8 metros de largura. Normalmente tinha três mastros, com velas retangulares. No século XV, os portugueses substituíram a vela retangular de proa pela vela triangular, ou latina, que lhes permitia navegar contra o vento.

A descoberta do Novo Mundo
 
A expedição de Colombo saiu do porto de Palos, na Espanha. Eram três navios: Santa Maria capitaneado por Colombo; Pinta, sob o comando de Martin Alonso Pinzón; e Nina, dirigido por seu irmão Vicente Yáñes Pinzón. Depois de vários conflitos com a tripulação, em 12 de outubro de 1492 o vigia do Pinta, Rodrigo de Triana, gritou: "Terra!". Desembarcaram na ilha de Guanahani nas Antilhas, que Colombo batizou de São Salvador. O navegante regressou então à Espanha, levando provas de seu sucesso.

Um novo continente

Em novas viagens, surgiram novas incógnitas. Aquelas ilhas não eram Catai nem Cipango. Pouco a pouco, concebeu-se a ideia de que se tratava de um novo continente. Em 1501, o florentino Américo Vespúcio empreendeu uma viagem de 16 meses, percorrendo as costas sul-americanas. Suas anotações e medições confirmaram a realidade de que se tratava de um novo continente, o Novo Mundo.


Anterior Início Próxima