Busca  
  Pré-História   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Os primeiros primatas

A busca pelas origens do homem nos leva até o surgimento dos primeiros primatas, há 70 milhões de anos. Só que nessa época nossos parentes se pareciam mais com ratos do que com os atuais macacos.

Elo ainda perdido

O Pleisiadapis, um dos mais antigos primatas conhecidos
Quando a teoria de Charles Darwin foi confirmada, uma ideia rapidamente se difundiu: de que haveria um elo perdido entre homens e macacos. Uma espécie intermediária, da qual os dois teriam se desenvolvido.

Hoje, os cientistas acreditam que a história não é tão simples assim: homens e macacos provavelmente se desenvolveram paralelamente, a partir de outras espécies de primatas. Por isso, voltar até as origens do ser humano significa chegar ao momento em que surgiram os primeiros primatas – ordem de mamíferos à qual pertencem tanto homens quanto macacos.


Há 70 milhões de anos...

O Aegiptopiteco já era capaz de distinguir cores e relevos
...surgiram os primeiros primatas. Um dos mais antigos, o Pleisiadapis, ainda era semelhante a um roedor. Só os de 35 milhões de anos atrás se assemelhavam aos atuais macacos. Nessa época, surgiu o Aegiptopiteco, animal arborícola e frutívoro, já com o cérebro um pouco desenvolvido e capaz de distinguir cores e relevos. Dele se originou o grupo dos hominoides, que inclui os gibões, os orangotangos, os chimpanzés, os gorilas e os homens.

Há mais ou menos 30 milhões de anos, os gibões se separaram da linhagem que conduziu ao ser humano. Logo depois — há 17 milhões de anos — aconteceu a separação da linhagem dos orangotangos. Por fim, respectivamente há 7 e 12 milhões de anos, surgiram os gorilas e chimpanzés. Por terem se separado da nossa linhagem há menos tempo, esses dois animais ainda mantêm muitas semelhanças com os humanos, tanto na fisionomia quanto no comportamento.


Anterior Início Próxima