Busca  
  Surgimento e Desenvolvimento   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Nascida das contradições

Para Benedito Martins, sociólogo e autor do livro O que é Sociologia, o contexto político e social em que surgiu esta nova ciência (início do século 19) foi bastante tenso e contraditório. O momento era de intensos problemas sociais, resultado de um período de revoluções europeias (Industrial e Francesa) que mudou drasticamente o modo como os homens viviam e se relacionavam.


Neste período, ocorre um adensamento populacional nos centros urbanos europeus, transformando os antigos camponeses, acostumados com uma sociedade feudal, em novos operários das fábricas, agora comandadas pela força do capitalismo. Nascem assim as duas classes sociais que, pela sua natureza oposta, estariam em permanente embate: a burguesia (o empresariado) e o proletariado (os trabalhadores assalariados).

Por isso, é possível afirmar que as contradições sociais são a força motriz do desenvolvimento desta ciência moderna.

Primeiro, lembre-se

Além de refletir sobre a sociedade moderna, o projeto formador da Sociologia também incluía o desejo de interferir na sociedade, a fim de resolver antigos e novos problemas sociais.


 
Embora o proletário e o capitalista façam parte da mesma sociedade, eles tinham perspectivas de vida opostas, enxergando as relações sociais de maneira distintas. Essa contradição é vista até os dias de hoje. Isso porque, resumidamente, o empresariado busca obter cada vez mais lucro com a capacidade laboral do trabalhador, enquanto que o proletariado sente-se explorado pelo capitalista, o qual fica com a maior parte dos lucros da produção.

Se cada classe social tendia a enxergar a sociedade de uma maneira diferente, era natural que cada uma desenvolvesse propostas distintas para resolver os problemas sociais. Assim, além da Sociologia consagrar-se enquanto ciência, ela já se desenvolve a partir de distintas vertentes de pensamento.

Nesse sentido, consideram-se três vertentes principais no surgimento da Sociologia: os conservadores, os positivistas e os socialistas. Entenda cada uma dessas correntes de pensamento nas páginas a seguir.





Anterior Início Próxima