Busca  
  Surgimento e Desenvolvimento   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A perspectiva do trabalhador

Os socialistas

A crescente exploração da classe operária dentro do capitalismo desencadeou na sociedade industrial do início do século 19 uma série de levantes revolucionários contra a burguesia.
 
Neste mesmo período, desenvolve-se também uma nova forma de olhar para a sociedade, buscando a igualdade e a eliminação das diferenças entre as classes.

Uma vez  que o positivismo visava manter a ordem capitalista, não é sob seus ideais que o proletariado, nascido da Revolução Industrial, irá encontrar orientação para suas reivindicações. Desenvolve-se assim outra vertente sociológica, a do socialismo.

Parte do pensamento sociológico irá se vincular a esta corrente de esquerda, desenvolvendo uma teoria crítica da sociedade, interessada em defender a classe trabalhadora.

Dentro dessa vertente de pensamento, dois autores se destacam: Karl Marx (1818-1883) e Friedrich Engels (1820-1895). Embora não estivessem preocupados em fundar uma ciência social, e ainda que seus trabalhos tivessem sido realizados nas lutas políticas e não nos bancos das universidades, esses autores acabaram contribuindo significativamente para o desenvolvimento da Sociologia e de seu pensamento crítico.

Ao entrarem em contato com os socialistas, Marx e Engels observaram ideias brilhantes em seus antecessores, mas identificaram também algumas lacunas que buscaram preencher.

Segundo eles, além de elaborar uma crítica à sociedade burguesa, os socialistas deveriam apresentar os meios para transformar radicalmente a sociedade. Não bastava o conhecimento teórico, era preciso mudanças práticas.

Eles acreditavam que a burguesia exercia sobre o proletariado uma dominação não só econômica, mas também política e cultural.
 
Além de estar excluído da posse dos meios de produção, sendo obrigado a vender sua força de trabalho por baixos salários, o proletariado também estava politicamente submetido à burguesia, já que esta força dominante utilizava o Estado e seus instrumentos para impor sua vontade ao restante da sociedade.

Por consequência desse poder econômico e político, a burguesia também dominava os meios de comunicação e, por meio deles, disseminava seus próprios valores. Neste sentido, exercia também uma dominação cultural sobre a classe trabalhadora.
 
Por isso, os intelectuais dessa vertente de pensamento enxergavam o capitalismo como uma etapa histórica transitória que deveria ser superada para dar espaço ao socialismo.

No intuito de realizar seu projeto, despertando o proletariado para a luta de classes e para seu papel revolucionário, Marx e Engels escreveram o Manifesto do Partido Comunista, um panfleto que conclama: “Proletários de todo o mundo, uni-vos!”. O manifesto é até hoje lembrado e continua influenciando gerações.

Aprofunde o tema!
Socialismo






Anterior Início Próxima