Busca  
  História da Filosofia Grega   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Heráclito e Parmênides: breve comparação



De acordo com a filósofa brasileira Marilena Chaui, os primeiros filósofos levantaram uma questão bastante interessante e de grande importância: a diferença entre perceber e pensar. Acerca disso ela nos dá um exemplo significativo: certos elementos, como os átomos, são invisíveis aos nossos recursos sensoriais, certo? Mas o fato de não podermos percebê-los através dos nossos sentidos não impede de conhecê-los através do pensamento. Assim, podemos dizer que existe uma distinção entre aquilo que conhecemos por meio da percepção e aquilo que conhecemos apenas pelo pensamento.

Heráclito e Parmênides notaram essa diferença e acreditavam que a percepção nada mais é que pura ilusão. Mas a concordância desses dois filósofos parava por aí. Para Heráclito, a percepção dos nossos recursos sensoriais nos dá a ilusão de que as coisas não mudam, quando, na verdade, elas estão em constante transformação. Já Parmênides pensava de modo contrário: as coisas não mudam, mas a percepção nos dá a ilusão de que elas estão se modificando sem parar.

No quadro abaixo você verá esse e outros pensamentos que distinguem os dois filósofos:



Apesar de contrárias, as concepções desses filósofos foram muito importantes para formar a base de novas teorias acerca da relação existente entre o Ser e o pensamento. As proposições de Heráclito, por exemplo, se desdobraram de maneira significativa no pensamento dialético de Hegel e de Marx.

Já os princípios filosóficos de Parmênides, em maior ou menor grau, tiveram participação no pensamento de filósofos como Platão, Aristóteles e São Tomás de Aquino, além de Kant e Descartes.

Saiba Mais:

Clique no link abaixo e confira uma suposta entrevista com Heráclito e Parmênides. A brincadeira apresenta as principais ideias desses filósofos gregos de uma maneira bem divertida. Confira!





Anterior Início