Busca  
  História da Filosofia Grega   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Os átomos e o vácuo



Mas o todo não seria composto apenas pelos átomos, entrando em cena outro importante elemento: o vácuo. Na teoria desses atomistas, era o vácuo que possibilitava o movimento dos átomos, o choque entre eles e, por consequência, a formação dos corpos visíveis.

Demócrito não compartilhava com Anaxágoras a ideia de que existiria o nous, ou seja, uma força predefinida e responsável pela união e separação da physis. Considerado um materialista, isto é, acreditando tão somente na existência daquilo que é material, esse filósofo os átomos e o vácuo como os únicos responsáveis pelo processo de surgimento dos corpos. Desse modo, ele acreditava que tudo se dava por causas naturais; seguindo as leis da própria natureza.

Com essas ideias, Demócrito conciliou os pensamentos de Heráclito e Parmênides: por influência do movimento possibilitado pelo vácuo, as coisas da natureza fluem, modificam-se, transformam-se em outros corpos; mas os átomos, por sua vez, permanecem imutáveis e, apesar de se agregarem e se desagregarem constantemente, permanecem imutáveis e eternos.
Nesse sentido, o filósofo Demócrito parece resolver dois problemas que permeou toda a filosofia pré-socrática: a) a questão do elemento básico, ou seja, da physis e b) as transformações que ocorrem na natureza.

A teoria atômica iniciada por Leucipo e desenvolvida por Demócrito estava muito próxima do que conhecemos hoje, quando sabemos que realmente a natureza é composta por diversos tipos de átomos que vivem num constante processo de agregação e desagregação.

Mas sabemos também que, ao contrário do que pensavam esses filósofos, os átomos podem ser divididos em prótons, nêutrons e elétrons, partículas elementares ainda menores.

Saiba mais:

Para Demócrito, não apenas elementos materiais como os corpos eram formados por átomos. A consciência também o era. A alma, para ele, era formada por átomos de aparência lisa e arredondada. Assim, a morte de uma pessoa resultaria na desintegração de sua alma e os átomos que a formava se espalhariam compondo novas almas.





Anterior Início