Busca  
  Teorias Sociológicas Clássicas   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

O processo de diferenciação social

Segundo Durkheim, três causas estão interligadas ao desenvolvimento da divisão do trabalho social: aumento do volume, da densidade material e da densidade moral:

1) Volume: é o número de indivíduos que pertencem a uma sociedade;

2) Densidade material: é o volume, ou seja, o número de indivíduos, relacionado à superfície do solo, ou melhor, do território de uma dada sociedade;

3) Densidade moral: é a intensidade e a frequência com que ocorrem os contatos e as trocas entre os indivíduos.

A lógica de Durkheim é a seguinte: quando o volume de uma sociedade cresce e seu território permanece o mesmo, presencia-se um aumento das comunicações entre os indivíduos.

Esses três fatores, segundo Durkheim, são os grandes responsáveis pelo processo de diferenciação social e de divisão do trabalho. Eles permitem que diferentes indivíduos possam conviver preenchendo funções distintas dentro da sociedade.

No infográfico abaixo você compreenderá melhor como isso ocorre:

Grupos distintos de indivíduos semelhantes são marcados por baixo volume e baixa densidade material e moral



Aumento do volume e das densidades material e moral



Resultado: a diferenciação social e a divisão do trabalho



Assim, ao invés de considerar a crescente divisão do trabalho na sociedade europeia uma causa de problemas sociais, Durkheim acreditava no aumento considerável da solidariedade entre os indivíduos. Contudo, ressaltava ser esta solidariedade de um tipo distinto daquela encontrada anteriormente.

Com a divisão do trabalho, cada membro da sociedade passou a desenvolver uma atividade mais especializada, dependendo, em consequência, da atividade especializada do outro.

Nesse sentido, pensava Durkheim, o grande efeito da divisão do trabalho não era econômico, aumentando, por exemplo, a produção. Sua principal contribuição era social, permitindo a solidariedade orgânica.

Mas, apesar disso, Durkheim estava preocupado com uma coisa: as transformações econômicas estavam se processando com tamanha rapidez que tinham obrigado os indivíduos a deixarem para trás o antigo conjunto de valores e questões morais que guiava sua vida em sociedade.

Dessa forma, para o bom funcionamento da sociedade, era necessária a criação de um novo sistema moral, capaz de garantir a permanência dos níveis saudáveis de solidariedade orgânica. Esse sistema moral contribuiria para impedir que as consciências individuais suprimissem por completo a consciência coletiva. 



Anterior Início Próxima