Busca  
  Teorias Sociológicas Clássicas   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A metodologia: como estudar os fatos sociais

Além de definir o fato social enquanto o objeto sociológico, Durkheim preocupou-se em estabelecer regras metodológicas para que os estudos desses fatos seguissem parâmetros científicos. Era preciso que a Sociologia fosse capaz de estudá-los de maneira semelhante, por exemplo, ao que fazia a Biologia quando estudava uma célula.

Durkheim criticava aqueles que, ao invés de observar, descrever e comparar os fenômenos sociais, contentavam-se em emitir opiniões e ideologias sem a menor base científica.

Mesmo antes do surgimento da Sociologia, dizia Durkheim, já era possível encontrarmos definições acerca do que era a moral, a família, o Estado e o direito. Mas para ele, esses eram conceitos grosseiramente formados e sem o rigor exigido pelo método científico.

Assim, se a Sociologia possuía a real intenção de se estabelecer como ciência, era preciso deixar de lado esses conceitos vulgares. Fazia-se necessário partir das coisas para as ideias, e não das ideias para as coisas, como estavam acostumados a fazer os pensadores da época.

Em resumo, era preciso admitir que os conceitos que se tinha dos fenômenos sociais, como a liberdade, a soberania e o Socialismo, eram, na verdade, pré-noções, conceitos do senso-comum, e que não podiam explicar cientificamente a realidade. Esses conceitos, segundo Durkheim, criavam uma espécie de cortina de fumaça que atrapalhava a visão da realidade e a apreensão da verdade.

Dessa forma, ele propõe partir do estudo dos fatos sociais para, em seguida, construir conceitos que realmente correspondessem à verdade, à realidade.

Durkheim constrói então algumas regras básicas para a observação dos fatos sociais. Vejamos:

1) É preciso tratar os fatos sociais como coisa: Mas, resta-nos saber: o que significa dizer que algo é uma coisa?

Significa que ela não é uma simples ideia ou noção. Antes, é uma realidade objetiva que pode ser observada. Ela também não pode ser compreendida apenas pela pura análise mental. Para se conhecer e se entender uma coisa, é preciso, segundo Durkheim, utilizar a observação e a experimentação.

Durkheim argumentava que todo objeto científico deve ser tratado como uma coisa e com a jovem Sociologia não poderia ser diferente. Enquanto matéria da vida social, o fato social era o dado, a coisa a ser estudada pela Sociologia.

2) É preciso afastar todas as pré-noções: isto significar dizer que é necessário duvidar e afastar todos os conceitos e noções formados antes da análise científica. Ou seja, rejeitar conceitos formulados pelo senso-comum e não pela ciência. Nesse sentido, faz-se necessário que o cientista deixe de lado, ao estudar um fato social, seus sentimentos e valores pessoais.

Deixar de lado pré-noções e sentimentos era, para Durkheim, uma tarefa difícil, mas indispensável a qualquer cientista.

Dizia ele: “O sentimento não é critério de verdade científica.” As análises e estudos sociológicos devem estar iluminados pela razão e não pelas sensações ou opiniões pessoais. As sensações são subjetivas e a ciência deve ser objetiva.

3) Definir claramente aquilo do que vai tratar: é preciso deixar claro que grupo de fenômenos se está estudando. Para isso, o fato estudado deve ser previamente estabelecido e suas características exteriores rigorosamente definidas.

A ideia é deixar, com o decorrer do estudo, que essas características sejam confirmadas ou não, adentrando, por conseguinte, no interior e na verdade do fato social.

4) É preciso estudá-lo isolado das manifestações individuais: como vimos anteriormente, as manifestações da consciência individual não interessavam à Sociologia de Durkheim.

Por isso, uma de suas preocupações metodológicas era que o estudo dos fatos sociais estivesse isolado das manifestações individuais. O fato social deveria ser compreendido a partir de sua representatividade para o coletivo.

Essas preocupações metodológicas de Durkheim, apesar de criticadas, foram de extrema importância para o desenvolvimento da Sociologia. Com elas, Durkheim possibilitou que a Sociologia se tornasse uma disciplina científica, adentrando a esfera acadêmica.



Anterior Início