Busca  
  Ecologia e Meio Ambiente   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

As populações biológicas

As populações biológicas constituem uma das unidades de maior importância no estudo da ecologia. São os grupos de indivíduos da mesma espécie que vivem em um mesmo local, que neste caso, podemos chamar de habitat. Nessas populações, diversos processos influenciam e são influenciados pelos ecossistemas. As populações colonizam os ambientes, se adaptam, crescem e também podem declinar e entrar em extinção. Por essas constantes mudanças, dizemos que as populações biológicas são dinâmicas.

Habitat é o local em que determinada espécie vive, podendo ser aplicado no contexto de população. 


Colonização e crescimento


Uma população não surge do nada em um ecossistema. Primeiro, alguns indivíduos chegam a um determinado local, seja por introdução humana, seja por motivos naturais. O “surgimento” da população é chamado de colonização. Quando uma colonização é bem-sucedida, quer dizer que a espécie se adaptou bem àquela região, ou seja, as características abióticas (temperatura, umidade, luz solar e etc.) e bióticas (disponibilidade de alimento, ocorrência de predadores) foram favoráveis à reprodução desta espécie. Após a adaptação, os indivíduos começam a se reproduzir, aumentando a taxa de crescimento.

Mas o que é taxa de crescimento?


O crescimento da população será determinado por dois fatores: a natalidade e a mortalidade. Analisando estes fatores junto com outros que também alteram essa taxa, como imigração e emigração, podemos saber se a população está em crescimento, em declínio ou estabilizada. A taxa de crescimento pode ser calculada em relação ao tempo (taxa de crescimento bruto) e também em relação ao número inicial de indivíduos (taxa de crescimento relativo).

Taxa de crescimento bruto = número de indivíduos no final do intervalo de tempo - número de indivíduos no início do intervalo de tempo/ intervalo de tempo

Taxa de crescimento relativo = número de indivíduos no final do intervalo de tempo - número de indivíduos no início do intervalo de tempo/ número de indivíduos no início do intervalo de tempo

Gráfico ilustrando potencial biótico e curva de crescimento

Vamos
pensar em uma população de uma determinada espécie em um ecossistema que está com uma taxa de crescimento estável. Existem fatores no ecossistema que contribuem para esta estabilidade, pois quando não há nenhum desses fatores, a população entra em crescimento vertiginoso, depois em colapso e, consequentemente, em declínio. Esse crescimento sem limite é chamado de potencial biótico e não acontece na natureza. O potencial biótico é a capacidade de crescimento das populações em condições ótimas.





Anterior Início Próxima