Busca  
  Teorias Sociológicas Clássicas   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

O capitalismo e suas contradições

Clique para ver História em Quadrinhos sobre a luta de classes
Arte e finalização: Pedro Bayeux
 pintura: Bruna Tiso

Assim como os positivistas, a exemplo de Auguste Comte, Marx enxergava uma diferença muito ampla entre as sociedades do passado – marcadas pelo feudalismo, pela religião e pelo militarismo – e as sociedades modernas, cujas características principais passavam pela industrialização e pelo desenvolvimento científico. Mas, diferentemente dos positivistas, seus estudos não se detiveram em analisar as contradições existentes entre a sociedade de seu tempo e as sociedades do passado. Sua grande preocupação foi, antes de tudo, entender as contradições existentes dentro da própria sociedade capitalista.

Greve geral brasileira (1917) que paralisou a indústria e o comércio
Dessa mesma maneira, ao passo que os positivistas enxergavam nos embates existentes entre a classe trabalhadora e os empresários problemas fáceis de serem resolvidos, e que, portanto, mereciam atenção secundária, Marx acreditava que esses conflitos eram a questão mais importante das sociedades modernas. O antagonismo e a luta entre o proletariado e a burguesia eram, para ele, a própria essência do capitalismo e o motor da história.

A sociologia apresentada por Marx reflete sua visão crítica da sociedade capitalista. Por isso, ainda hoje ele se constitui num valoroso aliado para quem procura entender a geração de capital e de lucro, bem como as relações de trabalho e de exploração do capitalismo.




Anterior Início Próxima