Busca  
  Genética e evolução   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Por que classificar?

Lineu, o pai da Sistemática Clássica


Pense em uma situação: em uma livraria, se você está procurando um livro de receitas, você vai direto à seção de gastronomia, ou se sabe o nome do livro ou do autor, procura pelo nome nas estantes organizadas em ordem alfabética. Se os livros dessa livraria não estivessem organizados, você provavelmente demoraria horas para achar o livro desejado. O hábito do ser humano de organizar e classificar é antigo e sempre teve o intuito de tornar as coisas mais fáceis.

Na ciência, a classificação tem o objetivo de organizar as informações sobre os muitos seres vivos estudados. Além disso, classificar os organismos de acordo com diversos critérios ajuda a, entre outras coisas, compreender relações evolutivas. As classificações dos seres vivos, como qualquer outro tipo de sistema de organização, apresentam requisitos os quais os seres precisam obedecer para pertencer a algum grupo. Se for encontrado um ser vivo que não se adequa a nenhum critério pré-estabelecido, é preciso criar um novo grupo com novas condições, e assim a ciência vai sendo feita.

Os primeiros grupos


Talvez a primeira tentativa de organizar os seres vivos foi de Aristóteles, dividindo-os em dois grandes grupos: animais e vegetais. Entre os animais, ele ainda fez uma subdivisão: os animais com sangue e os sem sangue; entre as plantas, três: árvores, arbustos e ervas.

Mais tarde, no século XVIII, um naturalista sueco chamado Carolus Linnaeus, conhecido como Lineu, elaborou o sistema de classificação de seres vivos. Esse sistema foi conhecido como Systema Naturae e, com algumas alterações, é utilizado até hoje.

O sistema de classificação de Lineu iniciou a prática da nomenclatura binomial, ou seja, todos os seres vivos começaram a ser denominados por dois nomes em latim, o primeiro sendo o gênero e o segundo, a espécie dentro desse gênero. Esses dois nomes possuem uma padronização: o primeiro nome (gênero) deve ter a primeira letra em maiúsculo e o segundo nome (espécie), tudo em minúsculo.

Além disso, os dois nomes sempre devem ser destacados em itálico ou sublinhado. Por ter criado esse sistema de classificação, Lineu é conhecido por ser o pai da Sistemática Clássica.

No sistema de Lineu, não eram classificados apenas seres vivos. Em seu livro, ele cria três reinos: mineral, vegetal e animal. O critério utilizado para dividi-los assim é que os minerais apenas crescem; os vegetais crescem e vivem; e os animais crescem, vivem e têm sentidos.


Na época em que Lineu criou esse sistema de classificação, todos ainda acreditavam no fixismo das espécies – que todos os seres foram criados do jeito que são. Por isso, a organização dos seres se dava unicamente pelas suas características físicas, e não por seu parentesco evolutivo. O fixismo apenas deixou de ser aceito após Darwin escrever o livro A origem das espécies (1859), divulgando a Teoria da Evolução.



Anterior Início Próxima