Busca  
  Ciências Naturais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

O que é evolução?

Photos.com / Thinkstock / Getty Images
Segundo Lamarck, as girafas possuíam pescoço longo por terem o esticado muito a fim de alcançar frutas em árvores altas
A palavra evolução significa mudança, e a ideia de evolução das espécies foi empregada para sugerir que as espécies estão constantemente se modificando. Hoje, segundo a teoria evolucionista, podemos dizer que alguns animais evoluíram de outras espécies do passado. O evolucionismo ‘derrubou’ a teoria de imutabilidade das espécies (fixismo).

Quando os estudiosos começaram a perceber que talvez as espécies possuíssem um ‘parentesco’ entre elas, observações começaram a ser feitas a fim de criar uma teoria que explicasse como isso funcionava. O primeiro a fazer isso foi Jean-Baptiste Lamarck, que em 1809 publicou algumas teorias que mais tarde seriam conhecidas como Lamarckismo.

O lamarckismo

A explicação de Lamarck de como uma espécie se deriva da outra é baseada em duas leis: a lei do uso e desuso e a lei da herança das características adquiridas. A lei do uso e desuso é muito fácil de entender: quando uma espécie usa muito algum órgão ou até membro do seu corpo, a tendência é que este fique mais desenvolvido. O contrário também vale: se ela não o usa muito, pode acabar perdendo-o. Um exemplo simples de entendermos é o das girafas.

As girafas se derivaram de animais que, provavelmente, não possuíam pescoço tão longo. Então esses animais precisavam esticar muito o pescoço para conseguir alimento em cima de uma árvore. Segundo esta lei de Lamarck, de tanto alongar o pescoço ele acabou ficando mais comprido.

A lei da herança das características completa esse raciocínio: tudo que se desenvolveu ou atrofiou por uso ou desuso seria transmitido para as próximas gerações. Portanto, as girafas que esticaram muito seus pescoços e, por isso, tiveram eles alongados, teriam filhas com pescoços igualmente longos.

Lamarck foi fundamental para o desenvolvimento de teorias evolutivas, pois foi o primeiro a chamar atenção para as adaptações dos animais em diferentes ambientes e a tentar a explicar isso com base na evolução. Um biólogo alemão, entretanto, conseguiu refutar uma das leis de Lamarck, a da herança das características adquiridas.

August Weissman em 1889 fez uma experiência simples: cortou a cauda de um rato e esperou para ver se seus filhotes também nasceriam com cauda curta. Os filhotes nasceram com a cauda longa, e isso provou que as características adquiridas não são transmitidas para outras gerações.

Anterior Início Próxima