Busca  
  Ciências Naturais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Como descartar o lixo corretamente

shutterstock
O lixo eletrônico não pode ser descartado junto com o lixo comum


Tudo que é descartado como lixo deve ser sempre descartado em locais adequados. Muito do nosso lixo vai apenas para a lixeira e depois é recolhido pelo caminhão de lixo, certo? Pois saiba que existem alguns tipos de resíduos que não podem ser descartados junto com o lixo comum.

Não é recomendável, por exemplo, descartar lixo eletrônico junto com o doméstico. Os gadgets que usamos (como mp3, celular, computador, tablets etc.) são produzidos muitas vezes com substâncias nocivas para o meio ambiente. Esses compostos tóxicos acabam contaminando o solo e as águas se o lixo eletrônico, também conhecido como e-lixo, é descartado sem nenhum tratamento prévio.
 
Também são considerados lixo eletrônico pilhas e baterias, pois possuem substâncias muito tóxicas, como chumbo, lítio, cádmio e ácido sulfúrico.

Alguns tipos de lâmpadas, como as de halogênio e as fluorescentes, também não podem ser descartadas em lixo comum. Isto porque elas possuem substâncias tóxicas dentro delas que, quando liberadas, podem contaminar o ambiente.

Essas lâmpadas podem ser recicladas, mas devem ser encaminhadas para locais apropriados. Já as lâmpadas incandescentes podem ser dispostas junto com o lixo reciclável normal, pois são compostas apenas de vidro e metal, considerados lixo inertes.

Remédios vencidos ou que não serão mais utilizados também não podem ser descartados junto com o lixo comum, em razão do mesmo problema de contaminação do solo, da água e do ambiente com substâncias que podem ser tóxicas ou que podem reagir com outros compostos do meio.

Também não é recomendado descartar no lixo comum chapas de raio-X de exames realizados. Essas chapas possuem metal pesado em sua composição, que também podem contaminar o ambiente.

Além disso, seringas ou lancetas utilizadas no tratamento de diabetes também não devem ser descartadas em lixo comum, por serem classificadas como lixo hospitalar.

Todos esses tipos de lixo ‘especial’ possuem locais apropriados para descarte. Algumas lojas e supermercados apresentam coleta seletiva para lixo eletrônico e lâmpadas, por exemplo. Os medicamentos também podem ser descartados em algumas farmácias e o lixo hospitalar, levado para algum hospital ou laboratório na sua região.

Para quem é de São Paulo, existe um site em que você pode pesquisar o local mais próximo da sua casa para descartar o tipo de lixo desejado.

Acesse: www.e-lixo.org



Anterior Início Próxima