Busca  
  Ciências Naturais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Saneamento básico

O saneamento básico é um conjunto de serviços indispensáveis para manter a saúde da população. Esses serviços incluem o abastecimento de água potável, esgoto sanitário, limpeza urbana e manejo correto do lixo e drenagem das águas pluviais em vias urbanas. Todas essas medidas são fundamentais para evitar problemas graves de saúde que ameaçam a qualidade de vida.


Água potável e água de chuva

Você sabia que apenas 2,5% da água no mundo é doce? Destes 2,5%, mais da metade está congelada nas geleiras, sobrando pouquíssima água disponível para beber. Muitas doenças são transmitidas quando bebemos água contaminada, como amebíase e cólera. Por isso, a água não pode ser só doce para podermos beber: ela precisa ser doce e limpa.

Por isso existem as estações de tratamento de água. Nessas estações, a água passa por diversas etapas até que esteja limpa e própria para o uso, sem colocar em risco as pessoas que irão consumi-la.

Jonutis/Shutterstock
Estação de tratamento de água


Pré-cloração e pré-alcalinização: Assim que a água chega à estação, é adicionado cloro e cal ou soda. Esse processo é feito para facilitar a retirada da matéria orgânica, metais e ajustar o pH da água.

Coagulação e floculação: É adicionada à água uma substância chamada sulfato de alumínio ou cloreto férrico, e em seguida, a água é agitada e depois misturada lentamente. Essas substâncias, juntamente com o movimento da água, fazem com que as sujeiras se juntem formando flocos, tornando a limpeza mais fácil.

Decantação: A água então é passada para grandes tanques onde ela não recebe nenhuma perturbação. Com isso, os flocos de sujeira decantam, indo para o fundo do tanque.

Filtração: Depois disso, toda a água é passada por filtros formados por pedras, areia e carvão. Esses filtros irão retirar o resto da sujeira dispersa na água.

Pós-alcalinização e desinfecção: É adicionado novamente cloro e soda ou cal à água para que haja uma desinfecção final e nova correção de seu pH, para que a água não corroa as tubulações.

Fluoretação: Por fim, é adicionado flúor na água. A partir da década de 1950, as entidades de saúde recomendaram a fluoretação das águas como uma maneira mais barata de prevenção às cáries.

Veja um esquema de como se dá o tratamento da água.


A água de chuva também representa um problema de saúde para a população. Nas cidades onde enchentes acontecem frequentemente, além do perigo de perda de bens materiais e até do desaparecimento de pessoas que são levadas pela correnteza, há também a incidência de doenças como a leptospirose, que acontece devido ao contato das pessoas com a água de chuva contaminada com a urina de ratos, presentes nos bueiros.


Anterior Início Próxima