Busca  
  Química   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Soluções

Em uma solução, o disperso (o que é dissolvido) é chamado de soluto, e o dispersante (o que dissolve) é denominado solvente.


Exemplo: água com açúcar
Açúcar = soluto
H2O = solvente


Concentração das soluções

A concentração de uma solução é a relação entre a quantidade de soluto e a quantidade de solução (ou solvente). Essas quantidades podem ser expressas em massa, volume ou número de mols.



As variáveis serão:


Soluto
Solvente
Solução
Massa (g)
m1
m2
m = m1 + m2
Volume (L)
V1
V2
V
Massa molar (g/ mol)
M1
M2
-
Número de mols

Concentração comum (C)

É a relação entre a massa do soluto (m1) e o volume (V) da solução.



Exemplo: Quando falamos em uma solução de concentração 100g/ L, devemos entender que a cada litro de solução conterá 100 g de soluto.

A concentração pode ser expressa em gramas por litro (g/ L – principalmente), kg/ L, g/ mL, g/ cm3, entre outras unidades.

Lembre-se: 1 litro (L) = 1000 mililitros (mL) = 1000 centímetros cúbicos (cm3)


Densidade

A densidade de uma solução é a relação entre a massa da solução (m) e o volume da solução (V).



Exemplo: Se uma solução apresenta densidade de 2,1 g/ mL, isso significa que cada mililitro da solução apresenta massa total 2,1 g.

A densidade pode ser expressa em g/ L, g/ mL, g/ cm3, entre outras unidades.




Anterior Início Próxima