Busca  
  Ciências Naturais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

O sistema digestório

iStockphoto/Thinkstock
Muitos animais possuem um tubo para que os alimentos entrem, sejam processados e que os seus resíduos saiam – esse é o tubo digestivo, que compõe nosso sistema digestório. Alguns animais não possuem sistema digestório completo, o que significa que o tubo digestivo possui uma entrada, mas não uma saída. Platelmintos e cnidários são animais com sistema digestório incompleto e os demais, como os artrópodes, moluscos e até humanos, possuem o sistema completo.

O sistema digestório pode ser diferente de acordo com o animal e sua dieta, mas nos humanos e em muitos outros animais ele é composto por boca, esôfago, estômago, intestino, ânus e glândulas anexas. É na boca que a ingestão ocorre e o alimento é reduzido em partes menores para facilitar a digestão. Na boca também encontramos a primeira glândula, a salivar. Essa glândula libera a saliva, que irá ajudar na umidificação do alimento e já possui enzimas para iniciar o processo de quebra dos compostos. A glândula salivar está presente nos humanos e também nos moluscos, artrópodes e outros animais, no entanto, a composição da saliva varia entre as espécies e seus hábitos alimentares.

Enzimas são proteínas que reduzem os nutrientes e outros compostos encontrados nos alimentos, facilitando e acelerando a digestão. Existem enzimas específicas para cada tipo de composto. Por exemplo, a ptialina, liberada na saliva, quebra moléculas de amido. Já a pepsina, que está presente no suco gástrico, quebra proteínas.



Anterior Início Próxima