Busca  
  Vegetais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Tecidos de revestimento e preenchimento

Dimarion/Shutterstock
Nas plantas, assim como nos animais, as células se juntam para formar tecidos

As
plantas, assim como os animais, possuem tecidos, conjuntos de células especializadas a desempenharem certas funções. Como os humanos, plantas também possuem camadas de células para proteger e desempenhar funções específicas.


A epiderme nas plantas

A primeira camada de revestimento das plantas é a epiderme. As células da epiderme secretam uma película impermeabilizante que forma a cutícula das plantas, que as protege e diminui a transpiração, evitando a desidratação. Na epiderme das plantas também podemos encontrar outras estruturas, como pelos, estômatos e hidatódios. Os pelos podem aparecer nas folhas para diminuir a transpiração, evitando a desidratação da planta; já nas raízes, ajudam na absorção de água e nutrientes. Os estômatos são estruturas que atuam nas trocas gasosas e os hidatódios são estômatos modificados que permitem que as plantas eliminem líquido em excesso, fenômeno chamado gutação.


Por baixo da epiderme: periderme

Após a epiderme o tecido de revestimento secundário das plantas é a periderme. É um tecido que reveste troncos, caules e raízes, e que cresce sempre em espessura. A periderme pode ser dividida em três camadas: súber, felogênio e feloderme. O felogênio, também conhecido como câmbio da casca, é uma camada de células que se divide constantemente. Das células originadas no felogênio, as que crescem para fora da planta formam o súber, uma camada de células impermeabilizadas e consequentemente mortas que formam a cortiça. As células que crescem para dentro da planta formam a feloderme.


Os diferentes tipos de parênquima

A maioria das partes das plantas é constituída pelo tecido vegetal chamado parênquima ou tecido parenquimatoso. Esse tecido é formado por células vivas que, muitas vezes, podem ser especializadas, o que faz com que os parênquimas tenham diferentes tipos com diversas funções.

Os parênquimas encontrados no córtex e na medula dos caules e das raízes são chamados, respectivamente, de parênquima cortical e parênquima medular. Existem também os parênquimas de preenchimento (que ocupam espaço entre tecidos), clorofilianos (presentes principalmente nas folhas, ricos em cloroplastos), de reserva (geralmente presentes em caules e raízes, com acúmulo de amido nas células), aquífero (com acúmulo de água nas células, comum nas plantas suculentas, típicas de regiões secas) e aerífero (com espaços cheios de ar para auxiliar na flutuação das plantas aquáticas).


Anterior Início Próxima