Busca  
  Química   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Radiações

Em 1898, o físico Ernest Rutherford identificou três tipos de radiações ao observar o efeito do campo elétrico (gerado por placas carregadas eletricamente) sobre elas. Ele as denominou de raios alfa, beta e gama. Veja abaixo o experimento realizado por Rutherford:

Adaptação arte
Efeitos do campo elétrico sobre a radiação nuclear. A direção do desvio identifica os raios α como tendo carga positiva, os raios β como tendo carga negativa e os raios γ não apresentam carga


Rutherford concluiu que, por sofrerem a ação do campo magnético, os raios α e β são constituídos por partículas (também chamadas α e β) e apresentam massa. Ele também pôde concluir que as partículas α deveriam possuir maior massa que as β, comparando os desvios sofridos por estas. A radiação γ não foi afetada pelo campo elétrico, portanto não deve apresentar carga e nem massa.

Experiências posteriores mostraram que os raios α eram núcleos de hélio, os raios β eram elétrons (ou partículas relacionadas) e os raios γ eram fótons de alta energia.

Radiação
Símbolo
Constituição
Carga
Massa (u)
Alfa
Núcleo de He (2 prótons e 2 nêutrons)
+ 2
4
Beta
Elétron
- 1
0
Gama
Fóton
   0
0

Os três tipos de radiação têm poderes de penetração bem diferentes, veja a seguir:

Adaptação arte
As partículas α penetram apenas em uma folha de papel, as partículas β podem penetrar alguns milímetros de alumínio e os raios γ podem penetrar vários centímetros de chumbo




Anterior Início Próxima