Busca  
  Era Contemporânea   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Cuba nos anos 1970 e 1980

Maximus 256/shutterstock.com
Essas décadas marcam uma pequena reabertura da economia cubana

Nas décadas de 1970 e 1980, a diminuição da tensão no quadro internacional possibilitou o fim do isolamento cubano. Relações diplomáticas foram restabelecidas com a Venezuela, Panamá, Colômbia e Espanha. Paralelamente, um acordo contra a pirataria aérea foi firmado com o governo norte-americano. A tensão nas relações com os Estados Unidos retornou durante o governo de Ronald Reagan, que, em 1985, acolheu milhares de novos exilados cubanos, além de reforçar o embargo à ilha. Fidel adotou uma postura contrária à onda reformista que atingiu o Leste europeu a partir do final da década de 1980. A relação de dependência de Cuba à União Soviética durou até 1991, com o fim do socialismo soviético. Fidel tentou adiar a abertura econômica ao máximo, mas a crise interna e a manutenção do embargo americano o forçaram a adotá-la a partir de 1993. Como ocorreu na China, buscou atrair investimentos estrangeiros, porém sem abertura política.


Anterior Início Próxima