Busca  
  Arte   
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.  

Império bizantino

Quando a capital do Império Romano foi transferida para a cidade oriental de Bizâncio, que depois passou a ser chamada de Constantinopla, em homenagem ao Imperador Constantino, a arte romana sofreu influências das culturas grega e oriental.

O Império Bizantino, como era chamado o Império Romano do Oriente, traz elementos dessas culturas na arquitetura, pinturas e mosaicos da época.

O império possuía três bases: política, econômica e religiosa. O cristianismo era a religião oficial, mas o imperador permitia cultos pagãos para outros deuses.

Porém, o clero era responsável pela produção artística, que era em sua grande maioria de cunho religioso. Junto às imagens de Cristo, Virgem Maria, santos, anjos e figuras religiosas, os artistas incluíam a imagem do imperador, evidenciando a relação entre o Estado e a Igreja.
 
Faraways/Shutterstock
Nesse mosaico, o imperador e sua esposa são representados junto à Virgem Maria e Menino Jesus


Entre os séculos VII e VIII, a Igreja e o imperador entraram em conflito político. Por isso, a mando do império, houve uma fase iconoclasta, ou seja, era proibido qualquer tipo de adoração a figuras religiosas e todas as esculturas e pinturas com esse tema foram destruídas.



Anterior Início Próxima