Busca  
  Química   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Exames

Os atletas escolhidos para realização dos exames antidoping são selecionados aletoriamente e avisados com antecedência.

Nos esportes coletivos são, em geral, convocados dois membros de cada equipe; já nos individuais, são os campeões das provas que realizam os exames. Notificados, os atletas devem comparecer ao local de realização dos exames em até uma hora.

Todas as análises são sigilosas desde o momento da coleta das amostras. Estas chegam aos laboratórios apenas com códigos, para que os funcionários não saibam que competidor está sendo analisado.

Lembre-se: não existe limite quanto ao número de vezes que um atleta pode ser testado, incluindo testes em competição, fora dela, aleatórios e direcionados.


olivier/Shutterstock
Exemplos de recipientes utilizados nos exames


Os testes mais aplicados são feitos a partir da urina, já que é por ela que eliminamos as substâncias tóxicas ao nosso organismo. Os atletas selecionados para o exame realizam a coleta (em torno de 75 mL) na presença de um observador (equipe do controle de dopagem) de mesmo sexo para que se evitem adulterações da amostra.

Após a coleta, o pH e o volume da amostra são avaliados. Posteriormente, a amostra é transferida para dois recipientes: prova e contraprova. Estas então são enviadas para o laboratório credenciado escolhido (somente laboratórios credenciados pela WADA estão aptos a fazerem testes antidoping).

No laboratório, as amostras passam por técnicas de cromatografia gasosa e espectrometria de massa. O cromatógrafo irá separar as substâncias encontradas na amostra e transferi-las ao espectrômetro, que fragmentará e quantificará as moléculas. Essas moléculas serão rearranjadas e comparadas às proibidas pela WADA. Quando são encontradas substâncias proibidas na prova, é feito um novo exame com a contraprova, que segue os mesmos parâmetros iniciais.

Caso a contraprova também confirme o doping, a infração deve ser informada ao órgão controlador: o laboratório entrega o resultado das análises em um envelope lacrado para o órgão. Esse poderá pedir uma audiência para expor as regras violadas e julgar quais serão as punições impostas ao atleta e sua delegação.

Assista a este vídeo que resume todo o processo explicado acima.

A pioneira nas punições por doping foi a Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF), que em 1928 baniu os primeiros atletas. Os exames antidoping são realizados desde 1968, nas Olimpíadas.

À medida que surgem novas substâncias e métodos para aumento de desempenho, são desenvolvidos também novos testes para detectá-los.

Evlakhov Valeriy/Shutterstock
O doping coloca a carreira e reputação dos atletas em jogo
Veja aqui mais algumas informações (perguntas e respostas) sobre o doping. A seguir, teste seus conhecimentos a cerca do assunto e sinta como é o mundo dos esportes.








Anterior Início