Busca  
  Ciências Naturais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Primeiros passos

Antes de tudo, você precisa decidir que tamanho de aquário pretende ter. Depois, é só equipá-lo para manter o ambiente o mais saudável possível para os futuros moradores.
 
Filtro biológico

Um bom tamanho de aquário para quem está começando é um recipiente de 20 litros. Aí podem morar até 30 peixes pequenos, do tipo paulistinha. Antes de pensar em colocar pedras, água ou peixes, você deve montar o filtro biológico. Composto de pequenas placas de PVC que se encaixam umas nas outras, ele vai formar uma base suspensa no fundo do recipiente, sobre a qual você vai assentar o cascalho. Para que um aquário seja saudável, é importante que existam populações microscópicas de algas unicelulares, bactérias e fungos. A função do filtro é justamente agrupar as bactérias que se desenvolvem entre as pedras. As bactérias começam a se desenvolver em cerca de uma semana, à temperatura de 30 a 35 ºC. O tempo de crescimento das bactérias no aquário é chamado de maturação.

Filtro mecânico

Em cima das placas do filtro biológico, você deve espalhar uma camada de cerca de dois dedos de cascalho. O cascalho ajuda na manutenção de bactérias no aquário. Você deve usar cascalho de beira de rio — nunca areia de praia, que contém calcário — e granito (pedra britada). Lave bem as pedras em água corrente antes de colocá-las no recipiente. Depois, mergulhe um tubinho que sai da bombinha (arejador). Esse pequeno aparelhinho serve para oxigenar a água. Quando em funcionamento, os gases contidos na camada inferior são expelidos e trocados por oxigênio. É aconselhável trocar 20% da água do aquário a cada dois meses.

Depois do aquário montado, você pode colocar várias espécies de peixe, como este colisa


Água nele!

Use água da torneira — mas apenas se o encanamento de sua casa for de PVC, pois ele não compromete a composição da água. Na dúvida, pergunte a seus pais. Antes de encher o aquário, deixe a água em repouso em outro recipiente por 24 horas, para que o cloro e o oxigênio em excesso evaporem. Coloque-a no aquário e acione o filtro mecânico por 15 a 20 dias sem que haja nenhum peixe, para o crescimento das bactérias. Durante esse período, deixe o aquário bem tampado. O cuidado com a água é fundamental. Mesmo depois que o aquário estiver pronto, você precisa medir semanalmente o pH da água, com testes encontrados nas boas casas do ramo. O valor do pH revela se um meio é ácido ou alcalino. Toda variação excessiva pode matar os peixes. Para aquários de água doce, o pH deve variar entre 6,0 e 7,6.

Saiba mais sobre o pH


O molinésia-negra também pode ser um ótimo morador de aquário
Nem quente, nem fria

Sabe aquele choque térmico que você sente quando está morrendo de calor e entra embaixo de um chuveiro gelado? Ele pode ser fatal para seu peixinho. Por isso é importante controlar a temperatura da água e mantê-la sempre constante. Variações bruscas podem matar os peixes e as plantas do aquário. Para manter a estabilidade da temperatura do seu aquário, use um aquecedor comum e um termômetro. Também cuidado na hora de colocar o peixe no aquário – para evitar a mudança brusca, é recomendável que você coloque ele dentro do aquário ainda dentro do saquinho em que ele veio da loja, e só depois que ele se acostumar com a temperatura, liberá-lo do saco plástico.


Dica

Prefira encostar seu aquário em uma parede. Melhor ainda se ela estiver do lado oposto ao da janela do aposento. Isso permite uma iluminação natural e evita a insolação direta.



 


Anterior Início Próxima