Busca  
  Ciências Naturais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Quer ver a foca ficar feliz?

Desengonçada em terra firme, a foca é muito ágil debaixo d'água. Também é capaz de longos mergulhos, ficando até 10 minutos sem respirar. Vamos conhecê-la melhor?
 
O jeito pacato da foca faz dela um dos mamíferos mais admirados por adultos e crianças
 
 
 
Elas gostam mesmo é de um friozinho. Também, seus corpos são protegidos por uma grossa camada de gordura. Excelentes nadadoras, as focas são capazes das maiores acrobacias embaixo d'água. Em compensação, são um desastre em terra firme. Contorcem o corpo, todas desajeitadas, arrastando-se com visível esforço até o local desejado.

Embaixo d'água

 
Na água, as focas são ágeis. Na terra, são bem desengonçadas
É na água que as focas passam a maior parte do tempo. No verão, até que elas ficam um tempinho esticadas nas pedras, tomando um pouco de sol; mas no inverno preferem ficar no meio do gelo, que mantém temperatura mais amena do que a água. São capazes de permanecer 10 minutos embaixo d'água, ou até mais. Para isso, contam com um engenhoso sistema de 'armazenamento' de oxigênio. Veja só:
 
Se comparada a qualquer mamífero terrestre, uma foca tem muito mais sangue circulando em seu corpo proporcionalmente ao seu tamanho. Todo esse sangue armazena oxigênio, que é liberado lentamente quando o animal está submerso. Além disso, quando mergulha, a foca, como outros mamíferos marinhos, contrai alguns vasos sanguíneos mais importantes para que a circulação do sangue arterial fique limitada ao coração e ao cérebro. 
 

Sem pavilhões auriculares
 
No processo de adaptação à
vida aquática, as focas perderam
as orelhas externas
No passado, a foca já foi um animal terrestre. No entanto, ao se adaptar à vida aquática, seus membros anteriores transformaram-se em nadadeiras e os pavilhões auriculares acabaram desaparecendo. Apesar disso, as focas não são surdas, pois possuem fendas auditivas. Vivendo em grandes colônias no Atlântico e no Pacífico, esses simpáticos animais alimentam-se de peixes, lulas, camarões e caranguejos.
 

Focas e "focas"

A caça indiscriminada às focas colocou esses animais em risco de extinção
A maior foca conhecida é a foca-elefante, também chamada de elefante-marinho, com peso de até 4 toneladas. Já a mais feroz é a foca-leopardo, que caça até pinguins. A maior parte das espécies de foca vive em colônias, nas praias, dividindo o tempo entre tomar um sol e dar um mergulho. As focas adultas são caçadas devido à gordura de sua pele, e os filhotes, por seu pelo macio e branco, que desaparece após a primeira muda. A matança de filhotes de foca é um problema ambiental tão sério que ativistas de ONGs ambientais, como o Sea Shepherd, costumam pintar o pelo das foquinhas com uma tinta atóxica. Coloridas, elas perdem o valor e sobrevivem à sanha dos caçadores.


Anterior Início Próxima