Busca  
  Arte   
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.  

Um pouco de história

Os primeiros mosaicos feitos pelo homem foram os calçamentos das vias públicas. A invenção do mosaico surgiu da combinação de duas pedras de cores diferentes – e não é preciso mais do que isso para fazer muitas variações. Com o tempo, a técnica foi se sofisticando e, na Grécia Antiga, já se usava o mármore colorido para compor mosaicos nos pisos dos templos. Mas a técnica só foi difundida mesmo pelos romanos, que passaram a utilizá-la nos pisos das grandes construções.

Nas ruínas da cidade de Pompeia, na Itália, encontra-se o mosaico mais famoso da Antiguidade: a Batalha de Issus, que representa um combate entre dois nobres. Durante a Idade Média, em Ravena, Itália, foram feitos mosaicos igualmente belos em murais. Eram trabalhados em ouro e prata e exploravam temas religiosos. Os mais famosos são o da Basílica de San Vitale e o do mausoléu de uma rainha romana. A partir do século XI, a cidade italiana de Veneza tornou-se a capital do mosaico. Na Basílica de São Marcos, por exemplo, está um belíssimo trabalho.

Antigo mosaico grego retratando a forma como os professores transmitiam o conhecimento a seus alunos

Você sabia?
Os mosaicos feitos de pedras, como o mármore, resistem mais ao tempo do que as pinturas feitas em afrescos. Como a pedra é um material resistente, esse mosaico sobrevive a todo tipo de desgaste – vento, luz e chuva. Por isso, eles ainda podem ser admirados em alguns templos construídos há mais de 3.000 anos.

A arte de Gaudí

A partir do Renascimento, a técnica do mosaico tornou-se uma linguagem artística. No século XIX, alguns artistas, como o arquiteto espanhol Antoni Gaudí (1852-1926), usaram essa técnica na tentativa de conciliar arquitetura e decoração. Gaudí nasceu em Reus, Catalunha, província de Tarragona, Espanha, e mudou-se para Barcelona para estudar Arquitetura em 1868.

Muito original, sua obra é repleta de formas orgânicas inspiradas na natureza e no estilo gótico. Ele projetava cada detalhe em suas construções e usou a técnica do mosaico para recobrir as formas sinuosas. Quase toda a sua obra, como a Casa Milà, a Casa Battló e a catedral inacabada da Sagrada Família, está concentrada na cidade de Barcelona. Seu trabalho mais interessante com mosaicos é o parque Güell, uma praça construída num terreno árido onde ele quis recriar formas da natureza por meio de esculturas cobertas com essa arte.

No Parque Güell, Gaudí tratou de cobrir de mosaicos formas da natureza, como este anfíbio


Paulo Werneck

Paulo Cabral da Rocha Werneck (1907 - 1987), desenhista, pintor e muralista, nasceu em Laranjeira, Rio de Janeiro. Iniciou sua carreira de artista plástico desenvolvendo ilustrações para diversas revistas, livros, diários de notícias entre outros veículos de comunicação, além de  ambientar teatros e decorar interiores de salões para bailes de carnaval. Suas obras estão expostas, em grande evidência, nos edifícios espalhados pelo Brasil; nelas a técnica do mosaico é usada como principal recurso expressivo.




Anterior Início