Busca  
  Ciências Naturais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Aranhas: veneno e seda, todas têm

A Eresus niger surpreende pelas cores vibrantes
Ao contrário do que muita gente pensa, as aranhas não são insetos. Embora insetos e aranhas pertençam ao mesmo filo (dos artrópodes), as aranhas pertencem a uma classe diferente da dos insetos dentro desse grupo, que é a classe dos aracnídeos. Dentro dos aracnídeos, além das aranhas existem os escorpiões, carrapatos e ácaros.
 

Diferentes, mas iguais

Você já deve ter visto aranhas de vários tamanhos e cores, algumas com pelos, outras peladas. Até hoje, os cientistas conhecem mais de 37 mil espécies. E provavelmente muitas ainda não foram catalogadas. Afinal, esses bichinhos que causam arrepios em muitas pessoas podem ser encontrados em todos os lugares da Terra. Mas, apesar de tantos tipos, algumas de suas características são comuns:
A Misumena vatia, conhecida também como aranha-flor, camufla-se nas flores de cores similares à sua para emboscar a presa

  • Todas as aranhas são carnívoras, mas só se alimentam de líquidos. Por isso, quando capturam uma presa, elas cospem ou injetam sucos digestivos na vítima e depois 'bebem' o caldo resultante.
  • Todas produzem seda. Mas nem todas constroem teias. Por isso, são divididas em dois grupos: as construtoras e as não construtoras. E a teia pode ter diferentes finalidades: armadilha para capturar o 'jantar', moradia ou mesmo proteção para seus ovos.
  • Todas as aranhas – tanto as grandonas quanto as mais pequeninas – produzem veneno. Mas não se assuste! Poucas são perigosas para os seres humanos. Na maior parte dos casos, esse veneno é fatal apenas para pequenos insetos.

Algumas curiosidades
• Os piores inimigos naturais das aranhas são outras aranhas, fungos e bolores.
• Já foram encontradas aranhas até mesmo nas proximidades do cume do monte Everest, o pico mais alto do mundo.
• Metade das aranhas construtoras usa suas teias como armadilhas. 
• Os cientistas já estudaram mais de 37 mil espécies de aranha. Apesar disso, acreditam que outras 70 mil espécies ainda podem ser descobertas. 
• A maioria das aranhas prefere fugir a atacar um ser humano. Apesar disso, ao encontrar uma aranha, não mexa com ela.

Fique ligado!
Não mate aranhas! Apesar da repulsa que as aranhas causam em muitas pessoas, antes de matá-las lembre-se de que elas são bichinhos bem úteis. Afinal, elas se alimentam de muitos insetos, impedindo-os de se proliferarem sem controle.




Anterior Início Próxima