Busca  
  Ciências Naturais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Cuidados básicos para tomar sol

Seja qual for o seu tipo de pele, mesmo que nunca se queime, o risco de desenvolver doenças provocadas pelo sol permanece o mesmo. Por isso, antes de sair de casa, tome todas as medidas preventivas possíveis.
 
Mutações

O câncer de pele é causado por mutações nos melanócitos, provocadas pelos raios ultravioletas. Tais mutações fazem com que os melanócitos se multipliquem de maneira rápida e desordenada, formando os tumores. Portanto, a principal recomendação é proteger a pele da radiação, especialmente das 10 às 15 horas, quando há maior incidência de raios ultravioleta.

Se diagnosticado em tempo, o tumor pode ser curado
Tumor

O melanoma é o mais maligno de todos os tumores cutâneos. Como em seus estágios iniciais o tumor se assemelha a uma pinta (nevo), sarda ou mancha de nascença, é importante o reconhecimento de qualquer modificação nesse tipo de lesão. O primeiro sinal de melanoma é usualmente o aumento de tamanho das manchas, tanto na horizontal como na vertical, tornando-as elevadas, assimétricas e irregulares. Elas também podem mudar de cor, ficando mais escuras ou, menos frequentemente, mais claras.
 
 
 
Artificial
 
O uso de filtro solar também é essencial e a dose deve ser repetida a cada duas horas. Os dermatologistas sugerem, ainda, o uso de óculos escuros, chapéu, barracas de sol e camisetas, especialmente pelas pessoas de pele muito clara. As antigas câmaras de bronzeamento artificial emitiam raios ultravioleta, porém, este método de bronzeamento foi proibido pela Anvisa em 2009.

Fique ligado!
O melanoma, tumor maligno que se manifesta na pele em forma de pinta, está entre os tipos de câncer cutâneo que mais preocupa os especialistas. A incidência desse mal cresce 5% a cada ano. É um dos poucos tipos de câncer do qual se sabe a causa (excesso de sol) e que, portanto, permite a prevenção.


Anterior Início Próxima