Busca  
  Ciências Naturais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Que plantas escolher?

Você pode colocar no seu terrário pequenas plantas e musgos variados. O importante é manter-se atento para que não lhes falte água e luz em quantidade suficiente. 

Em busca de um meio acolhedor

 

Escolha mudinhas de suas plantas prediletas, dando preferência àquelas que apreciam solo úmido e temperatura constante – pequenas samambaias, heras, musgos, avencas. Preste atenção para não quebrar as raízes na hora de plantá-las
                                                                                                                            

CUIDADO: Não coloque no terrário espécies que não gostam de água, como cactos, ou plantas com raízes muito grandes.


Depois, espalhe pedras e galhos secos em um cantinho para formar um abrigo mais úmido e escuro, onde os bichos possam se proteger da luz. Use um pequeno recipiente cheio de água, como a tampa de uma garrafa, para criar uma fonte permanente de umidade.
Existem vários tipos de líquen.
 Escolha qualquer um ou
 faça arranjos com vários.


Por fim, regue o suficiente para umedecer a terra. Fique atento para não deixar poças de água no recipiente.

Vai chover!

Mesmo antes de povoar o terrário com pequenos insetos, poderá se observar fenômenos interessantes. Se ele ficar lacrado, por exemplo, você vai constatar a formação de um ciclo de chuvas. A água que penetrou nas plantas pelas raízes vai evaporar-se e formar gotículas sobre as folhas.

A atmosfera criada no terrário fechado não vai conseguir absorver todo o vapor, que se acumulará nas paredes do recipiente. Quando a umidade chegar ao ponto de saturação, a água vai condensar nas paredes do terrário, como se fosse uma chuva. A água voltará ao solo e o ciclo recomeçará.


O musgo é uma espécie rasteira

que se dá bem num terrário.







Anterior Início Próxima