Busca  
  Ciências Naturais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Um pouco de Biologia

O poder dos tubarões está concentrado em sua poderosa mordida. Para isso, contam com uma "artilharia" que pode chegar a mais de mil dentes.
 
 
Uma das armas mais importantes de um tubarão é a força de sua mandíbula. A mordida de um macho adulto pode equivaler ao peso de duas toneladas desabando sobre a vítima – mais do que suficiente para arrancar um braço ou uma perna de uma pessoa sem grandes esforços. A mandíbula tem várias fileiras de dentes presos à gengiva – e não à arcada. Curiosamente, esses dentes estão sempre sendo substituídos: quando os da frente caem, os de trás lentamente tomam seu lugar. Durante toda a vida – que pode ir de 20 a 70 anos –, o tubarão pode chegar a "fabricar" cerca de 10 mil dentes.

Esqueleto flexível

Além da dentada, os tubarões contam com sua extrema agilidade e rapidez no ataque. Isso é possível porque esses peixões são cartilaginosos, ou seja, seu esqueleto é feito de cartilagens flexíveis. Sua pele é coberta por pequenas escamas triangulares minúsculas que mais parecem dentes e que lhes dão uma consistência áspera – como uma lixa –, mas também lhes garantem o mínimo de atrito com a água – e um nado muito veloz.
 
 
Se parar, afunda...

Ao contrário dos peixes ósseos, os tubarões não possuem bexiga natatória – aquele órgão que ajuda a controlar a flutuabilidade. Por isso, são obrigados a nadar o tempo todo. Se param, afundam rapidamente. Outra curiosidade dos tubarões é a existência de um “sexto sentido” – além dos cinco que nós humanos também temos. Esse sexto sentido é dado pelas ampolas de Lorenzini, estruturas presentes no focinho desses animais que capta campos elétricos de suas presas, sendo mais uma ferramenta que os garante o topo na cadeia alimentar.


Anterior Início