Busca  
  Ciências Naturais   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Uma má companhia

Taenia solium
A tênia – ou solitária – é um parasita que se aloja no intestino do homem e pode atingir incríveis 12 metros de comprimento. Por se alimentar dos nutrientes do corpo humano, causa fraqueza, anemia e uma fome sem fim. São dois tipos de solitária: a proveniente do porco e a do boi. Quando esses animais ingerem alimentos contaminados com ovos de tênia (que saem nas fezes de humanos contaminados), desenvolvem-se larvas que se fixarão em suas carnes em forma de cisticercos. Quando uma pessoa come a carne contaminada e malcozida, o cisticerco chega ao intestino e libera o verme – um platelminto conhecido como tênia –, iniciando a doença no corpo humano. Agora, se o homem ingerir diretamente os ovos da tênia, o perigo é maior. Desta forma, os cisticercos formados podem se fixar em partes vitais do organismo causando uma doença chamada cisticercose. Um exemplo é quando o cisticerco se aloja no cérebro, causando a cisticercose cerebral ou neurocisticercose e leva a pessoa a ter convulsões. Há medicação eficiente para combater a solitária. Mas é importante verificar se a cabeça do verme foi eliminada, para evitar que o ciclo recomece.
 

Fique ligado!


Os vermes são muito glutões. Eles precisam de energia para crescer e se reproduzir e consomem tudo o que podem de seu hospedeiro, no caso, o homem. Por isso, pessoas com algum tipo de verme têm bastante fome e procuram, em especial, doces, que são boa fonte de energia.



Anterior Início Próxima