Busca  
  Cultura Brasileira   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A origem do samba

Ao longo da nossa história, muitas formas de compor melodias, harmonias e ritmos foram inventadas. A maioria foi importada de diferentes países e transformada com criatividade pelos músicos brasileiros.

Encontro musical

O frevo pernambucano é a tradução máxima da dança brasileira. Seu ritmo sincopado faz a multidão dançar freneticamente

É possível afirmar que a música brasileira surgiu de um encontro musical improvisado entre índios e portugueses nas praias do Nordeste. Segundo a carta de Pero Vaz de Caminha, escrivão da Corte portuguesa, uma das primeiras 'conversas' travadas entre colonizadores e índios foi por meio da música. Como ninguém entendia uma palavra do que estava sendo dito, um português decidiu tocar sua gaita galega, instrumento muito parecido com as gaitas de foles escocesas, enquanto outro tocava uma caixa que eles chamavam de tamboril. Os índios gostaram do que ouviram e improvisaram com os portugueses. Esse foi o primeiro dos muitos encontros musicais que ocorreriam entre brasileiros e estrangeiros.

Samba

O samba, uma das principais expressões da música popular, é um exemplo do cruzamento de práticas musicais no país. O gênero surgiu da mistura do jongo, dança de roda de origem banto que ocorre no Sudeste, com os toques dos tambores do candomblé jeje-nagô dos negros da Bahia, Pernambuco e Maranhão. Esses ingredientes, agregados a outros de origem  indígena, por exemplo, formaram, no começo do século 20, pela mão de Noel Rosa, Pixinguinha, João da Baiana, Cartola e outros, o gênero conhecido como samba, que foi estabelecido no Brasil no período colonial, com a chegada dos africanos no Brasil.

O toque final foi dado na casa de Tia Ciata, mãe de santo baiana, que reunia músicos como Villa-Lobos em sua residência na Praça Onze, no Rio de Janeiro. A casa da Tia Ciata, no começo do século 20,  era o ponto de encontro de muitos músicos,  os encontros e festas que aconteciam na casa dela acabaram se tornando tradição para os sambistas. Ainda hoje, ela é lembrada por muitas pessoas.

O termo chokwe designa uma dança de Angola e também é um verbo que significa cabriolar, brincar e divertir-se como cabrito. Entre os bacongos angolanos e os nascidos no Congo, a palavra denota uma espécie de dança em que um dançarino bate contra o peito do outro. Essas formas se originam da raiz multilinguística 'semba': rejeitar, separar.

Têm-se aqui alguns tipos de samba: samba-enredo, samba de vela, samba de partido alto, pagode, samba-canção, samba carnavalesco, samba-exaltação, samba de breque, samba de gafieira  e sambalanço.

Quer saber mais?

  • Partido Alto Samba de Bamba
    Autor:
    Nei Lopes  
    Editora: Pallas

  • O samba do Irajá e de outros subúrbios
      Autor:
    Cosme Elias
      Editora: Pallas

  • O enredo de Escola de Samba
      Autor:
    Julio Cesar Farias
      Editora: Litteris

  • Samba - O dono do corpo
      Autor:
    Muniz Sodre 
      Editora: Mauad







Anterior Início Próxima