Busca  
  Cultura Brasileira   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Eta forrozão arretado!

O Nordeste vibra ao som de uma dança alegre, onde os pares circulam, dando um show de descontração e agilidade. Qualquer que seja a festa não pode faltar o forró.

Três estilos

O forró surgiu no início do século 20 nas casas de dança nordestinas. Virou mania nacional, espalhando-se por várias cidades brasileiras. Existem três estilos, marcados pelo som de zabumbas, triângulos e sanfonas. O xote, de origem europeia, é o mais lento. O casal dança dando dois passos para um lado e dois para o outro. O baião, criado no final da década de 1940, é o mais rápido e exige maior deslocamento. Já no xaxado, os movimentos são marcados por um dos pés batendo no chão.

O forró anima festas juninas por todo o Nordeste do país


For all?

Existem duas versões para a origem da palavra 'forró'. Alguns pesquisadores afirmam que é uma abreviação de forrobodó (confusão, bagunça). Para outros, a palavra originou-se do inglês for all. Os defensores dessa ideia contam que, durante a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos instalaram uma base militar na cidade de Natal, com cerca de 15 mil soldados americanos, que causaram forte influência na vida local. Os lugares em que eram organizados os bailes eram conhecidos como for all (para todos). A população dizia algo como 'forrol', que teria virado 'forró'.


Anterior Início Próxima