Busca  
  Cultura Brasileira   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A Folia no Brasil

A Folia de Reis chegou ao Brasil trazida pelos colonizadores portugueses. Para celebrar o nascimento de Cristo era feita uma reconstituição simbólica da trajetória dos três Reis Magos, de acordo com a narração bíblica. Segundo a tradição, vários grupos costumavam ir de casa em casa anunciando o nascimento do Menino Jesus. De lá pra cá, as festas ficaram recheadas de histórias folclóricas, mas sua essência continua a mesma.
Brincantes fantasiados na Folia de Reis


O Reisado é comemorado em diversas regiões do país. Nesses locais, nos dias que antecedem o Dia de Reis, há muitas cantorias e danças nas ruas e praças. Os grupos de foliões saem às ruas tocando e entoando cantorias e dramatizando o dia que os Reis Magos se dirigiram a Belém para presentear o Menino Jesus. O objetivo é comemorar, arrecadar prendas e visitar os amigos, parentes e conhecidos, que sempre os aguardam com cafezinhos, bolos e outras delícias.

A bandeira com os Reis Magos, estandarte da festa, vai à frente dos brincantes e é a primeira a adentrar nas casas, depois entram os foliões, exceto os palhaços mascarados, que representam os soldados de Herodes, que nos registros da Bíblia pretendiam impedir a visita dos Reis Magos.

São Paulo

As tradicionais Folias de Reis estão sendo resgatadas e até ampliadas no interior do estado de São Paulo. Em algumas cidades, como Campinas, Taubaté, Ribeirão Preto e Sorocaba, entre outras, a tradição vem sendo mantida durante anos.

A festa é composta de apresentações de grupos de músicos e cantores. Todos vestem roupas coloridas e entoam versos sobre o nascimento de Jesus Cristo, liderados por um mestre.


Loas de Natal e Reis
(Norte do Brasil)

Ô! De casa, nobre gente
Escutai e ouvireis
Lá das bandas do Oriente
São chegados os três Reis

Gaspar, Melchior, Baltazar
Vieram lá do Oriente
Adorar o Deus Menino
A Jesus onipotente

O primeiro trouxe ouro
Para o seu trono dourar
O segundo trouxe incenso
Para o Menino incensar
O terceiro trouxe mirra
Por saber que era imortal

Abri a porta
Se quereis abrir
Que somos de longe
Queremos nos ir




Anterior Início Próxima