Busca  
  Cultura Brasileira   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Iara

Divindade feminina de grande beleza, a Iara é protetora das águas dos rios, lagos, cachoeiras e do mar.
 
 
Origem do mito
 
Originária da mitologia tupi-guarani – representada por uma serpente enorme e esverdeada que vivia nas águas dos rios –, a figura da mãe-d'água se fundiu à das sereias do fabulário europeu, tornando-se uma linda mulher, de longos cabelos e dona de maviosa voz.
 
Olha o canto da sereia!

Em noites de lua cheia, a Iara senta-se sobre as pedras próximas ao rio, penteando seus cabelos verdes com um pente de ouro. Seu lindo canto atrai os homens para o fundo das águas, onde fica seu palácio. O homem que ouve o canto da Iara enlouquece e perde sua alma para sempre.


Curiosidade
Para se proteger do encantamento da Iara, os índios usavam um amuleto feito de pedrinhas verdes, lisas, em forma de rãs, chamado Uiraquitã. Algumas lendas contam que esse Uiraquitã, ou Muiraquitã, era um presente dado pelas mulheres da região aos homens que as visitavam.


Veja a animação que conta a história de Iara:






Anterior Início Próxima