Busca  
  Animais invertebrados   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Escorpiões, aranhas e ácaros

  • Os escorpiões possuem quelíceras muito pequenas e pedipalpos muito desenvolvidos, em forma de pinça. Ao final do longo abdome, apresentam um aguilhão com o qual injetam o veneno para matar suas vítimas, ou para defesa própria. Têm hábitos noturnos e durante o dia ficam debaixo de pedras.

    Os escorpiões são vivíparos: reproduzem-se por meio de ovos que permanecem no corpo da mãe até que os filhotes estejam totalmente desenvolvidos.

Clique na imagem
  • Quando os escorpiões caçam, capturam a presa com as quelas, apêndices muito desenvolvidos em forma de grandes pinças, segurando-a e podendo inocular o veneno pelo aguilhão ou não, e então, com ajuda das quelas, leva o alimento à boca.


  • As aranhas se alimentam somente de presas vivas em movimento. Usam as quelíceras para injetar seu veneno e matá-las. No abdome, apresentam as glândulas fiandeiras, que secretam um líquido que, em contato com o ar, solidifica-se para formar as teias. As aranhas possuem sexos separados e em algumas espécies a fêmea têm o costume de devorar o macho depois da cópula. Elas põem ovos dos quais saem pequenas aranhas, parecidas com os indivíduos adultos.

  • Nas aranhas, o cefalotórax e o abdome estão unidos por um pedículo delgado. Existem quatro pares de patas grandes e delgadas na porção torácica.
Clique na imagem


  • Os ácaros são aracnídeos de dimensões microscópicas, exceto os carrapatos, que podem ser vistos a olho nu. Seu corpo apresenta formas muito diversificadas (comprido ou curto, esférico, em forma de pera etc.) e não possuem separação nítida entre cefalotórax e abdômen. Possuem dois, três ou quatro pares de patas.

Alguns são parasitas de mamíferos, como o Sarcoptes scabiei, que escava galerias na epiderme, causando a sarna.


Clique na imagem
  • Os carrapatos são ácaros parasitas dos mamíferos. Para o sangue deles, fixam-se por quelíceras e palpos modificados que têm ganchos e ventosas, perfurando a pele do animal.

Aranhas marinhas

As aranhas marinhas não são aracnídeos propriamente ditos, porém pertencem ao mesmo subfilo que eles: os quelicerados.

Estes animais pertencem à classe Pycnogonida e são encontrados desde a zona entremarés das praias até profundidades próximas a 7000 m.

 


Anterior Início