Busca  
  Animais invertebrados   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

A reprodução é alternada

Clique na imagem e veja como é o ciclo biológico dos cnidários

Os cnidários podem se reproduzir de três formas. As medusas só se reproduzem de maneira sexuada. Os pólipos podem se reproduzir assexuada ou sexuadamente, de acordo com a espécie. Existem cnidários que fazem a alternância de gerações, com uma fase sexuada e outra assexuada. A fase sexuada é constituída por medusas, que produzem os óvulos e os espermatozoides. A fecundação das células sexuais realiza-se na água e produz uma larva que se fixa no fundo do mar e se transforma num pólipo. Depois acontece a fase assexuada: no corpo deste pólipo formam-se brotos que originam novas medusas. Estas se desprendem do pólipo e adotam uma vida independente, nadando livremente.
 
 
 
Os pólipos e as medusas

Plânula: larva ciliada da medusa Aurelia.
Um pólipo muito comum no Mediterrâneo é a Actinia equina. Quando seus tentáculos estão retraídos, possui o aspecto de um tomate, motivo pelo qual também é conhecido como tomate-do-mar ou morango-do-mar. É encontrado entre os recifes de zonas agitadas pelas marés. Outro pólipo característico é a hidra de água doce, que não é maior do que dois centímetros e desperta grande interesse científico por possuir a faculdade de regenerar-se, isto é, gerar novos indivíduos a partir de fragmentos.
 
 
 
Os corais

Os corais são pólipos pequenos, em geral com menos de um centímetro de altura, que vivem agrupados em colônias. Associados com algumas algas, os pólipos secretam carbonato de cálcio, substância que garante a rigidez dos corais. Quando o pólipo morre, seu corpo se decompõe, mas seu esqueleto calcário permanece intacto, mantendo o desenho das dobras e pregas internas da cavidade gastrovascular.
 
Um pedaço de coral corresponde ao esqueleto calcário de cnidários da classe Anthozoa. Novos pólipos crescem sobre os esqueletos dos que morreram e assim a rocha coralínea vai crescendo.

 
 
Cnidários e Ctenóforos

Há tempos, os cnidários eram conhecidos como celenterados. Na verdade, o filo dos celenterados englobava os cnidários e outros animais, os ctenóforos. Como são muito parecidos, por muito tempo foram agrupados no mesmo filo. Porém, hoje os ctenóforos são reconhecidos como um filo à parte por alguns diferenciais: apresentam cílios que são utilizados para locomoção, não apresentam fase de pólipo e, ao invés de cnidoblastos, possuem células especiais chamadas coloblastos, que produzem um muco adesivo.


Anterior Início