Busca  
  Animais invertebrados   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

A reprodução

A reprodução dos equinodermos é normalmente sexuada. Eles têm múltiplas gônadas, que muitas vezes são comestíveis. Estes animais expulsam as células sexuais para a água, onde a fecundação ocorre. Assim, desenvolve-se uma larva que sofre profundas modificações até converter-se num indivíduo adulto. Porém, alguns pepinos-do-mar incubam seus ovos em bolsas específicas.

Alguns equinodermos, como as estrelas-do-mar, possuem grande poder de regeneração. Se perdem um braço, por exemplo, podem reconstruí-lo totalmente. Em algumas espécies, se o disco central de uma estrela se dividir em dois, dois novos indivíduos serão formados. Esse alto poder de regeneração pode ser considerado um tipo de reprodução assexuada, a cissiparidade ou fissão binária.

 
Echinaster sepositus
As estrelas e os ouriços

Um dos ouriços mais comuns no Mediterrâneo é o ouriço negro (Arbacia lixula), que vive nos fundos rochosos de pouca profundidade. Seu esqueleto mede aproximadamente cinco centímetros e é coberto por espinhos pretos, duros e grossos. A estrela-vermelha espinhosa (Echinaster sepositus) é uma das mais conhecidas do litoral mediterrâneo, onde habita águas pouco profundas. Caracterizada pelo vermelho intenso, possui um diâmetro de até 20 cm e cinco braços arredondados.
 


Anterior Início