Busca  
  Animais invertebrados   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Os órgãos sensoriais

Os insetos possuem órgãos sensoriais muito desenvolvidos, que permitem uma grande interação com o meio ambiente e um comportamento social muito característico. Sua cabeça pode apresentar olhos simples (detectam a luz, mas não formam imagens) ou compostos (constituídos por milhares de pequenos omatídeos que compõem uma imagem cada uma, conferindo grande precisão visual).
 
Nas borboletas, os apêndices bucais são muito modificados e formam a espirotromba, utilizada para sugar o néctar das flores. Quando desenrolada, esta estrutura fica muito longa, permitindo às borboletas se alimentarem.
 
As antenas dos insetos possuem órgãos sensoriais com os quais podem detectar os feromônios a grandes distâncias.
 
A alimentação

Alguns insetos são herbívoros, enquanto outros se alimentam de substâncias insólitas como tabaco, pele, madeira, excrementos ou cadáveres. Seu aparelho bucal está adaptado ao tipo de alimento que ingerem — triturador para sólidos, sugador para líquidos, entre outros. Alguns insetos possuem um aparelho perfurador que lhes permite extrair a seiva das plantas ou atravessar a pele de certos animais para sugar-lhes o sangue.
 
 
A reprodução
 
Os insetos têm reprodução sexuada. Geralmente, os sexos estão separados em indivíduos machos e fêmeas, que podem ser distinguidos à primeira vista, tanto por suas dimensões quanto pela variação de seus órgãos. De seus ovos saem larvas que se metamorfoseiam e se convertem em adultos.


Anterior Início Próxima